Revista Zupi

Um novo projeto gráfico que acomoda a diversidade visual da publicação

Projeto Gráfico, Diagramação e Direção de Arte
Zupi Editora
2016

 

O projeto gráfico criado para a revista Zupi brinca com a visibilidade do design e layout das páginas: em alguns momentos a diagramação passa despercebida, dando destaque ao conteúdo da matéria, e em outros torna-se parte da atração, inspirando-se no artista ou obras de que trata, mas mantendo-se coerente com o restante da revista.

A paleta tipográfica permite variações que distinguem discretamente as matérias, sem ofuscar o conteúdo.

“Os toys do estúdio Yum Yum”, matéria publicada na edição 52, 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.

 

 “As provocadoras esculturas de Axel Brechensbauer”, matéria publicada na edição 51, 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.

 

Páginas de “Tattoo Art”, matéria publicada na edição 50,  e de “Wanderlândia”, matéria publicada na edição 49, ambas 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.

 

O projeto gráfico prevê que outras opções tipográficas e de layout sejam utilizadas em casos específicos, permitindo que algumas matérias distanciem-se dos padrões pré-definidos em diferentes níveis.

 

Páginas de “O arquiteto como um agente de transformação”, matéria publicada na edição 51, 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.

 


“Watercolor Tattoos”, publicada na edição 52, 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.

 

Páginas de “Asya Kozina”, matéria publicada na edição 51, 2016. / Diagramação, ilustração em papel e seleção/tratamento de imagem.

 

Páginas de “Os quadrinhos da memória de Mike Deodato Jr.”, matéria publicada na edição 49, 2016. / Diagramação e seleção/tratamento de imagem.